Ação conjunta entre PJC,DECCOR e DEFAZ investigam associação criminosa suspeita de direcionar realização de exames toxicológicos

Da Redação

A Polícia Civil, em ação conjunta das Delegacias Especializadas de Combate à Corrupção (Deccor) e a de Crimes Fazendários (Defaz), com apoio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) deflagrou nesta quarta-feira (18) uma ação para cumprimento de mandados de buscas e apreensões e de afastamento cautelar de função pública de cinco pessoas investigadas em possíveis crimes de corrupção ativa e passiva.

A investigação apura a constituição de uma associação criminosa voltada à prática de crimes de corrupção ativa e passiva, que consiste no direcionamento de condutores que procuravam o Detran para a realização de procedimentos de mudança ou renovação de carteiras de habilitação das categorias C, D e E.

No momento de realizar a fotografia no atendimento no Detran, condutores eram direcionados a determinado laboratório para a realização de exames toxicológicos, necessários à renovação/mudança de categoria C, D e E, mediante o pagamento de “propina”,  realizada por representante legal da empresa que faz os exames, aos colaboradores que indicavam os motoristas. 

Durante a investigação foi possível identificar que as cinco pessoas atuam na modalidade criminosa há mais de um ano, recebendo vantagem indevida pelas indicações feitas à empresa. 

Os mandados foram deferidos pela juíza Ana Cristina da Silva Mendes, da 7ª Vara de Combate ao Crime Organizado da Capital. A ação policial conta com apoio de supervisor dos colaboradores investigados.

Foto: PJC