Demilson Nogueira propõe implantação de projeto a Secretaria de Agricultura

Da Redação.
Para tentar solucionar o problema de êxodo rural, enfrentado no período das chuvas pelos moradores da Comunidade Pai Joaquim, a 55 Km de Cuiabá, o vereador Demilson Nogueira (PP) juntamente com as lideranças da região, solicitaram ao executivo municipal, a implantação do projeto piloto “Colhendo Águas das Chuvas”, para a construção de barraginhas e lagos de múltiplo uso na área rural.
 
A reunião aconteceu na tarde desta quinta-feira (18), na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico (SMATED), com a presença do secretário da pasta, Francisco Vuolo e de técnicos da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (EMPAER-MT).
 
A proposta do projeto seria implantar as barraginhas em aproximadamente 20 propriedades. O pedido é para que o município faça o custeio em torno de 15 horas de trabalho dos maquinários (pá-carregadeira) por propriedades, totalizando 300 horas de serviços maquinários. O segundo ponto, seria adequar as estradas vicinais não pavimentadas com técnicas de “barraginhas”e terraços no leito da estrada.
 
“Fizemos uma reunião muito positiva envolvendo as entidades, apresentando os problemas enfrentados no período chuvoso de uma crescente realidade de centenas de agricultores familiares e produtores rurais do município de Cuiabá e região metropolitana que nos últimos anos vem passando por grave crise de falta de água para atividades comunitárias e produtivas. Na reunião pudemos apresentar algo que pode solucionar o problema da região e ao mesmo envolver o executivo a fomentar outras atividades vocacionadas para os agricultores”, disse o vereador.
 
O secretário Vuolo requisitou à Empaer para uma próxima reunião um estudo técnico completo de impacto, orçamento e demais apontamentos para verificar a viabilidade orçamentária do município.
 
De acordo com a Empaer os resultados econômicos e sociais do projeto seria a fixação do homem no campo, diminuição do êxodo rural, aumento da renda familiar e valorização do trabalho comunitário.
 
O parlamentar que é presidente da Comissão Permanente de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária envolverá a Câmara Municipal de Cuiabá para a discussão em plenário do tema, para que possa ser estudado a ampliação do projeto e posteriormente outros distritos e comunidades da área rural de Cuiabá também sejam beneficiados. Atualmente a comunidade Pai Joaquim possui 102 lotes catalogados.
Foto: Assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *