Eduardo Botelho avalia disputar reeleição para presidência da ALMT

Da Redação

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado estadual Eduardo Botelho, avalia disputar novamente a presidência da Casa, já que seu segundo mandato como presidente está chegando ao fim.

De acordo com Botelho, ele somente entrará na disputa se houver um consenso entre os parlamentares, além disso, o deputado afirmou que ainda não teve nenhuma conversa sobre o assunto e garantiu que não será candidato caso haja muitos interessados no cargo. ““Se houver um sentimento da grande maioria de que estou no caminho certo e devo permanecer, continuarei. Caso contrário, não vou ser candidato para ver disputa grande aqui. Não tive conversa com ninguém sobre isso. Se houver uma disputa muito grande, não sou candidato. Se houver uma chapa, com grande número de deputados, aí eu posso até ser candidato. Vamos avaliar ainda”, afirmou o deputado.

A eleição para a Mesa Diretora da ALMT acontece na última Sessão Ordinária no mês de setembro, Botelho foi eleito em 2016 com 21 votos, na época, o grupo encabeçado por Botelho tinha como vice o deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), além de Max Russi (PSB) no cargo de segundo vice-presidente, já nas secretárias, foram eleitos Guilherme Maluf (PSDB) (1º secretário), Ondanir Bortoloni, conhecido como “Nininho” (PSD) (2ª secretário), Baiano Filho (PSDB) (3º secretário) e Silvano Amaral (MDB) (4º secretário).

Já em 2019, Botelho  foi reeleito para o cargo com vinte votos, na vice-presidência, o cargo ficou com Janaina Riva (MDB), Max Russi como primeiro-secretário, Valdir Barranco (PT) como segundo-secretário, Valmir Moreto (PRB) e Paulo Araújo (PP) na terceira e na quarta secretaria respectivamente.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT