Eleitores que não conseguiram justificar seu voto, agora pode imprimir o boleto pelo aplicativo do TSE

Da Redação

A justiça Eleitoral, em busca para facilitar os serviços eleitorais, disponibilizou a consulta de débitos do eleitor. A emissão de boletos pela Internet (Guia de Recolhimento da União – GRU) para quitação de multas eleitorais decorrentes de ausência às urnas e/ou aos trabalhos eleitorais.

No preenchimento dos campos solicitados, os dados informados devem coincidir com os constantes do cadastro eleitoral. O objetivo é agilizar o atendimento nos cartórios, nos postos ou nas centrais de atendimento, onde o cidadão regulariza sua situação eleitoral (realiza a revisão ou transferência, reabilita título cancelado, entre outros serviços).

Caso o eleitor que não conseguiu justificar o voto por problemas de instabilidade no aplicativo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o boleto de pagamento via internet no valor de R$ 3,51 por cada turno.

Importante!

Se a inscrição estiver na situação “cancelado” em decorrência de três ausências consecutivas injustificadas às eleições, o eleitor, além de pagar as multas devidas, deve requerer operação de revisão ou de transferência de domicílio eleitoral para regularizar sua situação.

Outras informações sobre as mencionadas operações, podem ser obtidas na zona eleitoral, onde for inscrito o eleitor ou naquela em que tiver o novo domicílio eleitoral.

O valor constante do boleto é calculado conforme as regras fixadas nos §§ 2º a 4º do art. 3º da Resolução-TSE nº 23.088, de 30 de junho de 2009. Assim, na hipótese de a autoridade judiciária eleitoral determinar o pagamento, no caso concreto, de valor superior ao constante do boleto emitido no novo serviço, a unidade de atendimento eleitoral emitirá nova GRU com a quantia a ser complementada para a quitação da(s) multa(s), a ser(em) paga(s) pelo eleitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *