Gusttavo Lima fatura milhões de reais em quase um ano de pandemia

Da Redação

Um levantamento realizado pelo Data SIM apontou que no início da quarentena no Brasil, entre os dias 17 e 23 de março, o cancelamento de shows e espetáculos provocou um impacto de R$ 483 milhões no mercado da música. Quase um ano depois, as apresentações permanecem suspensas na maior parte do país e a indústria ainda calcula as consequências das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

A crise, no entanto, parece ter passado bem longe do cantor Gusttavo Lima. O sertanejo, que é dono de um patrimônio de tirar o fôlego, faturou milhões de reais com lives, empreendimentos e outros acordos comerciais. Com isso, certamente, o músico ocupa o topo da lista entre os que mais ganharam dinheiro no período.

Segundo a colunista Keila Jimenez, do R7, estima-se que o sertanejo recebeu cerca de R$ 5 milhões só com a apresentação na versão online da Festa do Peão de Barretos, em agosto do ano passado. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a tradicional Festa do Peão — assim como outros setores econômicos — precisou se adaptar e usar da criatividade para a realização da edição de 2020.

Ao todo, Gusttavo Lima teria faturado cerca de R$ 10 milhões com as lives no YouTube. As cotas de patrocínio do cantor, de acordo com estimativas do mercado, podem variar de R$ 400 mil a R$ 1 milhão. No ano passado, o sertanejo bateu recordes em rádios e streaming.

Tudo em plena pandemia e com a agenda de shows suspensa cantor teria faturado uma bolada com as execuções de suas músicas nas plataformas de streaming. No geral, só com o single A Gente Faz Amor, o valor teria chegado a R$ 707 mil.

Vale explicar como os artistas são remunerados pelas plataformas. No Apple Music, por exemplo, a cada 1.000 reproduções são repassados R$ 0,053. Pode parecer baixo, mas, no entanto, considerando os acordos com as gravadores, as participações podem chegar a 60% e a valores estratosféricos .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *