Prefeito de Comodoro é afastado pela Justiça

Da Redação

O prefeito de Comodoro (597 km de Cuiabá), Jeferson Ferreira Gomes (DEM), voltou a ser afastado pela Justiça pelo período de seis meses, o prefeito é acusado de improbidade administrativa. O pedido foi do Ministério Público do Estado (MPE).

De acordo com a denúncia, Jeferson Gomes, desviou dinheiro público através de uma empresa fantasma, juntamente com outras cinco pessoas, entre eles o diretor executivo do Fundo Municipal de Previdência – Comodoro Previ, Gustavo André Rocha.

Jeferson está proibido de ingressar na sede da Prefeitura Municipal de Comodoro, assim como nas secretarias e fazer contato com servidores municipais.

O juiz da Primeira Vara Civel de Comodoro, Marcelo Sousa Melo Bento de Resende em sua decisão determinou ainda a quebra de sigilo fiscal e bancário do prefeito e do diretor executivo da Comodoro Previ. Além dos sois, ainda foi solicitado a quebra de sigilo da empresa criada para lesar os cofres públicos, S Weber Silva Laet, assim como também do proprietário, Sergio Weber Silva Laet, a empresária Nely Francisca da Silva, que é mãe de Sérgio, na qual tinha uma procuração para gerir a empresa; ainda foi solicitado as quebras de sigilo de Leila Staut Romera Ribeiro, servidora pública estadual. Além do envolvimento destes, ainda foi constatado o envolvimento da servidora pública municipal Aryadne Guilherme da Silva, que teve os bens bloqueados pela Justiça, além dela os demais também tiveram os bens bloqueados com valores que variam de R$ 240 mil a R$ 100 mil.