Qualificações da Escola de Governo crescem 366% em dois anos

Da Redação

O número de servidores capacitados pela Superintendência da Escola de Governo, unidade ligada à Secretaria de Planejamento e Gestão, cresceu 366% em dois anos. No total, 28.379 qualificações foram realizadas nos anos de 2019 e 2020. Somente neste ano, o desempenho bateu recorde e foi o maior entre os registros da Superintendência, totalizando 23.387 certificações em 10 meses.

“A pandemia fez de 2020 um ano atípico, inclusive para a Escola de Governo. O período fez crescer a demanda por qualificações. O salto foi de 468% quando comparado com 2019. Ao todo, 64 cursos nas modalidades digital/remoto, corporativo, a distância e presencial foram ofertados aos servidores do Executivo estadual neste ano, com boa ou ótima avaliação dos servidores”, explicou o superintendente da Escola de Governo, Josué Ribeiro.

Um dos fatores determinantes para esse aumento foi a Instrução Normativa n° 08/2020 publicada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), em abril deste ano.

A medida estabeleceu que, enquanto durar o período da pandemia, os servidores públicos do grupo de risco, em teletrabalho e revezamento, deverão participar de cursos de capacitação profissional para a complementação da jornada de trabalho e aperfeiçoamento técnico na prestação de serviços.

Com a queda do número de casos da Covid-19 no Estado, a normativa foi reconfigurada e segue vigente somente para os servidores do grupo de risco – ainda mantidos pelo Governo em teletrabalho –, que se enquadram no Decreto n° 658/2020.

Outro fator que contribuiu para o salto dos números da Escola de Governo foi a crescente demanda de servidores do interior do Estado por qualificações na modalidade Ensino a Distância (EAD). Atualmente, 54% do total das inscrições para o EAD correspondem ao interior.

Por conta da grande procura, a Superintendência registrou um crescimento de 641% do número de vagas ofertadas para cursos a distância em 2020. Até outubro deste ano, 8.183 vagas foram disponibilizadas, ante as 1.276 no mesmo período de 2019.

De acordo com o titular da Seplag, Basílio Bezerra, os projetos que vêm sendo executados pela Escola de Governo possuem grande aderência com a política de gestão de pessoas deste Governo.

“Os números refletem a tônica desta gestão que é promover a eficiência da administração pública e, nesse sentido, é essencial elevar a qualificação do servidor na prestação de serviços públicos para a sociedade. Mesmo em tempos adversos, como o da pandemia, não podemos deixar de oportunizar a atualização de conhecimentos tão necessária ao desenvolvimento profissional de nossos servidores”, disse.

Basílio destacou, ainda, que a mudança da sede da Escola de Governo para um prédio próprio e próximo dos servidores só trouxe melhorias, como uma melhor ambiência aos ocupantes do espaço e facilidade de acesso para funcionários e alunos.

Os ganhos também foram econômicos e na ordem de R$ 800 mil ao ano com a não repactuação do contrato de aluguel e de outras despesas, como limpeza e segurança patrimonial, além de facilitar o acesso aos servidores da Escola e participantes de cursos de qualificação.

Após ocupar por 15 anos um prédio alugado, a Escola de Governo se encontra hoje em endereço fixo dentro do Complexo Paiaguás. A mudança para sede própria só foi ocorrer em outubro de 2019 durante a gestão Mauro Mendes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *