Quanto custa seu voto, será que seu futuro tem valor?

Com a aproximação do dia da eleição, vale a pena refletir sobre o que vale seu futuro, já que é no hoje, no presente, que decidimos ao menos, a perspectiva, os programas e projetos do amanhã.

Quem nunca ouviu falar da prática da compra de voto?

Quem nunca ouvir falar, que para muitos, é nas últimas horas, que se decide uma eleição?

São em práticas antidemocráticas, onde impera o poder financeiro, que cabe ao eleitor decidir, se vai permanecer levando a vida como está, vendendo o seu voto, ou vai mudar tudo, votando naqueles que apresentou melhores propostas.

Comercialização de voto, é crime, tanto para quem compra, como para quem vende, as consequências são catastróficas, quem compra o voto, não tem mais compromisso com o eleitor, para quem vende, deixou de ter condições de combrar nos próximos quatro anos.

Sem escolas, sem creches, sem medicamentos, precariedade na infraestrutura, sem casas populares, educação defasada, repressão, autoritarismo, geralmente é assim a administração daqueles que compram voto, será que vale mesmo a pena vender seu voto?

O futuro é para ser planejado, trabalhado e não vendido, se você vende hoje, não terá direito de escolher seu estilo de vida amanhã.

A pratica de compra de voto é crime, é covardia, é a dominação do futuro de milhares de pessoas, é comprar o direito de liberdade de expressão, de ir e vir, de pagamento e congelamento de salários. Para quem vende, é a mesma coisa de entregar um chequem em braço, para uma pessoa comandar a sua vida, nos próximos quatro anos.

Domingo é o dia do povo, como o voto é secreto, é o momento dos eleitores escolherem os rumos do seu futuro, se vai comandar ou ser comandado. Se vai viver em uma democracia ou em um feudalismo.

O futuro não tem preço, o futuro não tem valor, o seu futuro tem que ser planejado e regido por você, e não por uma pessoa que só lembra de você no período de eleição, não sabe seu nome, mas pede o número do seu título de eleitor.

Lauro Nazário – Jornalista e professor de comunicação.