Rede pública de ensino: Aulas presenciais sem previsão em Mato Grosso

Da Redação.

Com o constante aumento de pessoas infectadas pelo coronavírus em Mato Grosso, Alan Porto, secretário de Estado de Educação disse que a situação não é favorável, para o Governo cogitar uma previsão de retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino.

Em uma entrevista na manhã desta segunda-feira, 29.03, para uma rádio local, o secretário falou de vários assuntos abordando as condições e planejamentos do ano letivo 2021, porém enfatizou que o momento é de preservar vidas.

O secretário defendeu que a prioridade agora é incluir os profissionais da educação no Plano Nacional de Imunização contra covid-19, “defendo que os profissionais da educação, sejam imunizados o quanto antes, prioritariamente, e a expectativa é que aconteça nos próximos dois meses”, ressaltou Alan.

Foto: Seduc-MT

Com os dados apresentados do número de contaminados, e com as ações de combates à pandemia adotas pelos gestores, o retorno das aulas presenciais ainda neste primeiro semestre é praticamente impossível.

Para boa parte dos profissionais da educação, o retorno das aulas é de extrema importância para o desenvolvimento educacional que já foi afetado no ano de 2020, que pelo segundo ano consecutivo, vem sofrendo com as intervenções, devido os Decretos como forma de combater a pandemia, porém, resguardar a vida dos alunos e profissionais é prioridade neste momento.

“O Governo do Estado está tomando todas as providências para comprar as vacinas, vejo que irá incluir os servidores da educação como prioridade, e mudar no cenário da educação nos próximos meses”, declarou o secretário.

 

Foto: David Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *