Ritos na sessão de cassação abrem brechas para Abílio reaver mandato na justiça

Da Redação

Com indícios de irregularidades, que deliberaram e marcaram os ritos escolhidos no direcionamento da sessão realizada, para votar a cassação do mandato do vereador Abílio Júnior (PSC), abriram brechas para a defesa pedir recurso na Justiça.

“O mantado do vereador foi cassado por 14 votos a favor e 11 contra, em uma sessão que durou mais de 14 horas”.

Abílio Júnior teve o mandato cassado por suposta quebra de decoro, quando invadiu o Hospital São Benedito, em busca de provas de supostas irregularidades cometidas pelo poder executivo municipal, como também, por ter realizado diversas denúncias que resultaram em operações da polícia, que teve até prisão de secretário de saúde.

“As fiscalizações realizadas pelo vereador Abílio, causaram incômodos em várias esperas da política em Mato Grosso”.

Afastado desde o início do mês de março, dia 6, hoje Abílio só tem acesso a Câmara Municipal como visitante, já que teve todas as credencias recolhidas.

A assessoria jurídica de Abílio já protocolou recurso na justiça, e espera reaver a cadeia do ex-parlamentar o quanto antes.